Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
ENQUETE
Qual a sua religião?
Evangélico
Católico
Testemunha de Jeová
Espírita
Ateu
Mórmom
Macumbeiro
Satanista
Ver Resultados






Partilhe esta Página


PARTE 2
PARTE 2

 

RESPOSTA DO RAFAEL RODRIGUES

 

----------------------------------------------------------------------------

AS PARTES MINHAS EM QUE ELE TENTA REFUTAR O MEU TEXTO ESTÃO EM VERMELHO (ITÁLICO), COM AS RESPOSTAS DELE EM SEGUIDA

----------------------------------------------------------------------------

 

 

-Minha resposta: Bom, deve ser realmente mero "subjetivismo". Sim, vai ver que é "SUBJETIVO" que Maria não é salvadora como pregam os católicos:

Aqui tenho que fazer uma ponderação:

A Igreja Católica nunca pregou nem disse que Maria Salva ninguém, sendo assim seria mais fácil transformá-la logo em deusa. Mas diz que ela participou do Plano Salvífico de Deus, assim como todos nós, porém de forma singular sendo ela a mãe do Salvador. Há aqui uma má interpretação nos textos escritos pelo Magistério.

Vamos ler o prólogo do Catecismo, primeira frase contida nele:

"PAI, ... a vida eterna é esta: que eles te conheçam a ti, o Deus único verdadeiro, e aquele que enviaste, Jesus Cristo" (Jo 17,3). "Deus, nosso Salvador ... quer que todos os homens sejam salvos e cheguem ao conhecimento da verdade" (1 Tm 2,3-4). "Não há, debaixo do céu, outro nome dado aos homens pelo qual devamos ser salvos" (At 4,12), afora o nome de JESUS.”

Logo fica claro e evidente qual o pensamento da Igreja para quem salva.

 

 

"Esta união de Maria com seu Filho na obra da salvação manifesta-se desde a hora da concepção virginal de Cristo até sua morte” (Catecismo Católico, §964)

Todos os cristãos estão unidos a Cristo na Obra da Salvação, porém Maria mais do que qualquer outra pessoa estava unida Cristo de Forma Impar, pois foi sua mãe.

Veja o que diz o Evangelho de São Lucas:

“E Simeão os abençoou, e disse a Maria, sua mãe: Eis que este é posto para queda e elevação de muitos em Israel, e para sinal que é contraditado, (E uma espada traspassará também a tua própria alma); para que se manifestem os pensamentos de muitos corações. (Lc 2, 34-35 ACF)

Logo Maria Também sofreu, mas isso não quer dizer que ela salva ninguém, mas sim que ela estava unida a Missão de Cristo, evangelizando, como todos os Cristãos fazem.

Quem faz a interpretação do texto do catecismo como que a Igreja está dizendo que Maria Salva alguém também teria que fazer a interpretação do texto de Paulo que ele estaria dizendo o sacrifício de Cristo não foi suficiente e que ele (Paulo) o teria que completar.

Colossences 1, 24 “Regozijo-me agora no que padeço por vós, e na minha carne cumpro o resto das aflições de Cristo, pelo seu corpo, que é a igreja.”

Logo ninguem irá esta afirmativa como válida, se formos nos ater para a literalidade das palavras.

 

 

"E esta maternidade de Maria perdura sem cessar na economia da graça... Pois uma vez assunta aos céus, não deixou o seu ofício salvador, mas continua a alcançar-nos por sua múltipla intercessão os dons da salvação eterna." (Concilio Vaticano II, Lumen Gentium, 62; veja-se o Catecismo da Igreja Católica, # 969, 975)

Bem aqui não sei se você retirou de algum site ou usou de má fé, precisa ler a totalidade do contexto e não retirar apenas uma parte para tentar dizer o que a Igreja nunca disse:

Lumen Gentium Parágrafo 62.
"Esta maternidade de Maria na economia da graça perdura sem interrupção, desde o consentimento, que fielmente deu na anunciação e que manteve inabalável junto à cruz, até à consumação eterna de todos os eleitos. De facto, depois de elevada ao céu, não abandonou esta missão salvadora, mas, com a sua multiforme intercessão, continua a alcançar-nos os dons da salvação eterna (185). Cuida, com amor materno, dos irmãos de seu Filho que, entre perigos e angústias, caminham ainda na terra, até chegarem à pátria bem-aventurada. Por isso, a Virgem é invocada na Igreja com os títulos de advogada, auxiliadora, socorro, medianeira (186). Mas isto entende-se de maneira que nada tire nem acrescente à dignidade e eficácia do único mediador, que é Cristo (187).”


É interessante essa última frase pra quem acredita que Maria Salva, não acha?

Veja que a Missão Salvadora ou o Ofício Salvador de que trata o Texto é o Ofício de Cristo e não dela Maria.

 

-Livro: "Glórias de Maria", do santo e doutor da Igreja, Afonso de Ligório, também aborda isso nas seguintes palavras:
.
“Salve esperança de minha alma... salve , ó segura salvação dos cristãos , auxílio dos pecadores, defesa dos fiéis, salvação do mundo” (pagina 98)

“Maria é advogada poderosa para a todos salvar” - “Maria é toda poderosa junto a Deus“ (pagina 151)


Bem Santo Afonso nunca quis dizer que Maria Salva para isso é só ver a imensa coletânea de Livros dele e perceber qual era a sua composição gramátical e qual o pensamento dele em relação a salvação.

E mesmo que ele quisesse realmente dizer que Maria Salva, isto seria uma mera opinião pessoal dele, não fazendo isso uma crença de toda Igreja apostólica.

Tenho um texto explicando todas estas frases, que fazem uso, do Santo Doutor para afirmar que ele dizia que Maria é salvadora, porém não estou achando aqui, qualquer coisa depois eu posto.


É.... deve ser muito "subjetivismo protestante" acreditar que só Jesus salva!!!

Está é a mesma crença da Igreja Católica. Depois de ter ido a vários movimentos católicos, seminários, conversar com modernistas e tradicionalistas ir em cursos de teologia, nunca vi ninguém pregando que outro alguém nos salve, nem mesmo os mais marianos.

Feito Isto aqui me despeço.

In Cord Iesu Semper,
Rafal Rodrigues